Pages

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2023

Jean suspende transferências, mantém cerca de 300 funcionários da Petrobras no RN e afirma que Natal vai sediar diretoria da empresa

 03/02/2023 17h48


Divulgação 

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, anunciou nesta sexta-feira (3) a suspensão do processo de transferência de funcionários da empresa que atuam no Rio Grande do Norte. Com a decisão, cerca de 300 trabalhadores que estavam prestes a serem transferidos para outras localidades, por ordem da direção anterior da estatal, vão permanecer em solo potiguar. O anúncio foi feito por Jean Paul durante visita à sede da empresa em Natal.

Atualmente, a Petrobras tem cerca de 500 funcionários no RN, que atuam na exploração de petróleo em campos terrestres e na refinaria Clara Camarão. A direção anterior da estatal tomou a decisão, contudo, de deixar de operar os campos – vendendo sua participação para empresas privadas, mantendo basicamente a refinaria. Com isso, aproximadamente 60% dos trabalhadores (cerca de 300) já tinham recebido a notícia de que seriam transferidos para outros polos.

Nesta sexta, Jean Paul afirmou que a venda dos campos está mantida, mas as transferências de funcionários estão interrompidas.

“Estão suspensas aquelas transferências que estavam programadas, engatilhadas automaticamente à venda dos ativos. Porque são pessoas que têm sua vida no Rio Grande do Norte. Eu, mais do que ninguém, sei como é bom vir morar no Rio Grande do Norte e ficar aqui, ser adotado pelo Rio Grade do Norte. Não quero que ninguém seja expulso, despejado do Rio Grande do Norte, porque vendeu o ativo”, afirmou Jean.

“A Petrobras não vai mais sair do Rio Grande do Norte. A gente já tem o que fazer, já sabe o que pode fazer”, acrescentou.

Segundo apurou o PORTAL DA 98 FM, a ideia do presidente da Petrobras é aproveitar os funcionários da empresa em outras atividades que serão exploradas no Estado, para além da extração de petróleo e do refino.

Portal 98FM

Familiares e amigos dão adeus a Glória Maria em cerimônia íntima no Rio

 03/02/2023 17h47

Reprodução 

Em clima de comoção, amigos e familiares de Glória Maria compareceram nesta sexta-feira, 3, ao Crematório e Cemitério da Penitência, no Rio de Janeiro, para prestar às últimas homenagens a jornalista, que morreu ontem, 2, em decorrência de um câncer com metástases cerebrais. A expectativa é que a cerimônia restrita dure até 18h.

O carro da funerária com o corpo da jornalista chegou ao local pouco depois das 9h. Roberto Marinho Neto foi o primeiro a chegar na cerimônia. Maria e Laura, filhas de Glória Maria, chegaram acompanhadas da atriz Marina Ruy Barbosa, de quem a jornalista foi madrinha de casamento, e do autor Bruno Astuto.

A despedida reuniu muitos jornalistas, entre eles Pedro Bial, Leilane Neubarth e Maju Coutinho, além de famosos –como Narcisa Tamborindeguy, Luiza Brunet, Klebber Toledo e Camila Queiroz. Executivos da Rede Globo, como Ali Kamel, Ricardo Villela, Renato Ribeiro e o ex-diretor-geral Carlos Henrique Schroder também marcaram presença na despedida.

Muitos dos presentes deixaram o local bastante abalados sem falar com a imprensa. Outros, no entanto, destacaram o pioneirismo da jornalista na TV e descreveram seu importante legado para o mundo.  

“Ela foi uma mulher que abriu portas [para os jornalistas negros]. Se eu estou aqui, tem Glória nesse caminho e eu só a agradeço pela existência dela. Eu vim aqui claro, com lamento pela morte, mas também em celebração pela existência dela, que foi de um pioneirismo incrível e de importância que eu nem sei mensurar. Ela rompeu barreiras e autorizou que pessoas como eu estivessem onde estão. A mensagem que ela deixa para mim é de existir e resistir”, disse a jornalista Maju Coutinho ao chegar no velório da apresentadora.

O Padre Jorjão, responsável pela celebração da missa da cerimônia, também destacou o legado de Glória. “Ela sempre foi uma pessoa de muita luz, de muito amor e que sempre buscou muito a Deus. Muita gente deve estar contente no céu porque ela chegou”, afirmou.

Já Luiza Brunet destacou que Glória jamais será esquecida. “A gente não entende a morte quando ela chega, principalmente de uma pessoa que o Brasil ama. Mas vimos o amor dos brasileiros por ela. Sempre vou me lembrar dela como uma mulher inspiradora, engraçada, divertida. Uma mulher atemporal, única e que servirá de inspiração para muitas mulheres que virão ainda. Ela era extraordinária.”

Luta contra o câncer

Glória Maria, jornalista e um dos ícones da TV brasileira, morreu nesta quinta-feira, 2, no Rio de Janeiro. Em nota, a TV Globo informou que a morte ocorreu por causa de metástases de um câncer que a jornalista enfrentava desde 2019, quando foi diagnosticado. Ela estava internada no Hospital Copa Star, onde veio a falecer.

“Em 2019, Gloria foi diagnosticada com um câncer de pulmão, tratado com sucesso com imunoterapia, e metástase no cérebro, tratada cirurgicamente, inicialmente também com êxito. Em meados do ano passado, a jornalista iniciou uma nova fase do tratamento para combater novas metástases cerebrais que, infelizmente, deixou de fazer efeito nos últimos dias”, diz a nota.

“Glória marcou a sua carreira como uma das mais talentosas profissionais do jornalismo brasileiro, deixando um legado de realizações, exemplos e pioneirismos para a Globo e seus profissionais”, acrescenta a emissora.


Terra
 

Record do Brasil, presidente da Assembleia do Piauí (PI) ficou quase 18 anos no comando do Legislativo

 


E no Guinness World Records do país, engana-se quem pensa que é o Rio Grande do Norte (RN). Apesar de ter batido recorde no Estado, Ezequiel Ferreira (PSDB) passará 12 anos como presidente da Assembleia até fevereiro de 2027. Antes, Robinson Faria (PL) tinha passado oito anos, e Álvaro Dias (Republicanos) seis. Ricardo Motta (PSB) ficou quatro seguidos. No Brasil, Themístocles Filho (MDB) renuniou mês passado, após quase 18 anos como comandante do Poder Legislativo do Piauí.

Themístocles foi eleito vice-governador na chapa com o governador Rafael Fonteles (PT). No Paraná, o atual presidente Ademar Traiano (PSD) foi reeleito novamente essa semana. Como Ezequiel, desde 2015 preside a Casa das Leis em seu Estado. O deputado Eduardo Botelho (União Brasil), foi reeleito presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Esta é a quarta vez que Eduardo Botelho é eleito presidente da mesa. Ele comandou os biênios de 2017 – 2018, 2019 – 2020, 2021- 2022 e, agora, 2023 – 2024. Na Paraíba também foi antecipado os dois biênios. Adriano Galdino (PSB) foi eleito presidente de 2015 a 2016 e, posteriormente, nos biênios de 2019-2020 e 2021-2022. Agora, a extensão da gestão vai até fevereiro de 2027.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2023

Colegas encerram o Jornal Nacional com homenagem ao ícone Glória Maria | g1

Após dizer durante a campanha que não tentaria a reeleição, Lula diz agora que não descarta concorrer à presidência em 2026

 


Foto: reprodução ‘É Notícia/RedeTV – UOL

Durante a campanha eleitoral, no ano passado, Lula repetiu que não tinha intenção de se candidatar novamente para a Presidência da República em 2026. Nesta quinta-feira (2), no entanto, o petista não descartou essa possibilidade.

“Se chegar no momento, sabe, e estiver uma situação delicada e eu estiver com saúde…porque também só posso ser candidato se eu estiver com saúde perfeita, sabe? Mas saúde perfeita com oitenta e pouco, 81 de idade, energia de 40 e tesão de 30. Pronto, aí eu posso [ser candidato]”, declarou Lula.

A declaração foi dada ao jornalista e colunista do UOL Kennedy Alencar, no programa “É Notícia”, da RedeTV!. A entrevista será transmitida hoje, às 23h15.

A pergunta sobre a possibilidade da reeleição foi feita no fim da conversa. Ao responder, inicialmente, o presidente falou sobre as eleições do ano passado.

Eu tenho consciência que somente a minha candidatura poderia derrotar o Bolsonaro. Não é nenhuma vaidade, não, é consciência de que, pelo legado que eu tinha, eu poderia ganhar essas eleições.”

Em seguida, o petista disse que é necessário “construir novos candidatos em 2026”. “Eu não serei candidato em 2026. Eu vou estar com 81 anos de idade, sabe? Eu preciso aproveitar um pouco a minha vida, porque eu tenho 50 anos de vida política.”

Somente após a quarta intervenção do jornalista, Lula assumiu que pode ser candidato —se houver uma “situação delicada”.

Ao falar sobre possíveis novos nomes para a disputa eleitoral de 2026, Lula também afirmou que tem “gente extraordinária” em seu governo —e citou aliados que sempre foram próximos. O vice Geraldo Alckmin (PSB), que já foi candidato ao Planalto, ficou fora da lista.

“Temos o Rui Costa [do PT, ministro da Casa Civil], nós temos o Wellington [Dias, do PT, ministro do Desenvolvimento Social], nós temos o Camilo [Santana, do PT, ministro da Educação], nós temos Flávio Dino [do PSB, ministro da Justiça], nós temos o Renanzinho [Renan Filho, do MDB, ministro dos Transportes]. Nós temos gente da maior qualidade, você não tem noção, e essa é a razão do meu sucesso”, afirma.

“Eu vou contribuir para que surjam muitas e novas lideranças para que o Brasil nunca mais vote num psicopata para ser presidente do Brasil”, finalizou.

UOL

Álvaro Dias prefeito do Natal avalia três nomes para a sua Sucessão

 

Apontado na pesquisa Exatus/Agora RN como o principal cabo eleitoral da cidade, o atual prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), tem afirmado em entrevistas e a interlocutores que a sucessão municipal não está no topo de suas prioridades. O foco do prefeito, diz ele, tem sido a administração e a conquista de recursos para a prefeitura.

Álvaro, que deixará a prefeitura em 2024, trabalha para garantir junto ao governo do presidente Lula (PT) a manutenção de investimentos que foram iniciados na gestão de Jair Bolsonaro (PL). O sucesso de uma candidatura apoiada por ele dependeria de entregas como a do novo Hospital Municipal planejado para a Zona Sul.

Nos bastidores, contudo, há três possíveis nomes já avaliados pelo prefeito para a sucessão.

O que reúne maior musculatura política e apoios, até agora, é Paulinho Freire (União Brasil), que tomará posse nesta quarta-feira 1º como deputado federal. Presidente da Câmara Municipal de Natal durante toda a gestão de Álvaro, Paulinho foi aliado fiel do prefeito e levou adiante pautas caras à administração, como a reforma da Previdência e a revisão do Plano Diretor.

Outro nome especulado é o do vereador Kleber Fernandes (PSDB), que deverá ser o líder do prefeito na Câmara a partir de agora. O posto era ocupado até então por Aldo Clemente (PSDB), que deixou a liderança para ser 1º secretário da Mesa Diretora. O regimento interno da Casa impede o acúmulo de funções.

Por fim, outro nome cogitado é o do secretário de Serviços Urbanos de Natal, Irapoã Nóbrega. Filiado ao MDB, o secretário é amigo do prefeito e faz gestão elogiada à frente da Semsur. Perguntado recentemente sobre o assunto, ele disse ainda não ter conversado com Álvaro sobre possível candidatura em 2024.

Confira a matéria completa no agorarn.com.br

Solenidade de Abertura do Ano Legislativo 2023

Com eleições no Congresso, oito senadores migram para base de Lula

Rodrigo Pacheco é reeleito com 49 votos

George Soares faz agradecimento emocionado; veja

 


Do deputado estadual George Soares nas suas Redes Sociais:

“Vivo a mais profunda dedicação pelo Rio Grande do Norte (RN), e hoje, mais uma vez tomei posse na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) para continuar realizando os sonhos e fazendo meu querido Estado crescer. Como sou agradecido e apaixonado pelo meu trabalho. Representar o povo potiguar nesta casa me dá brilho nos olhos e uma alegria e imensa”.

E Continuou:

“Nos próximos quatro anos continuarei ativo e participativo de tudo aquilo que for para o bem do povo. À minha família eu agradeço por todo apoio e amor.

Toda minha gratidão aos meus amigos, prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças. A cada um de vocês que confiaram a mim o voto MUITO OBRIGADO”!

Que dia Feliz, meus amigos!